Pelo Vale


Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque Tu estás comigo; o Teu bordão e o Teu cajado me consolam. Salmo 23:4

É sempre difícil andar pelo vale quando a sombra da morte nos espreita. Começamos essa caminhada com o diagnóstico médico: falência dos rins, câncer, problema cardíaco. Os nomes podem variar, mas a lenta caminhada por esse temido vale raramente varia. E, enquanto andamos, as montanhas nos parecem ameaçadoras: Que acontecerá com meus filhos? Como pagar essa conta médica astronômica? Por quanto tempo vou suportar esta dor? Algum dia vou deixar este leito de hospital? Cada montanha parece mais alta e ameaçadora, enquanto trememos à sua sombra.

Com frequência, aproximamo-nos do vale não por nossa própria enfermidade, mas por um pai com a doença de Alzheimer, uma filha com câncer de mama, uma irmã com leucemia ou um esposo com câncer da próstata. Visitamos um quarto de hospital onde entes queridos sofrem dor, desejando tomar o lugar deles. Os bipes emitidos pelas máquinas que salvam vidas nos assustam. Os exames invasivos nos amedrontam, e há tratamentos que aterrorizam até os mais corajosos.

Mas, ao erguermos os olhos para Jesus, encontramos consolo: “Não temerei mal nenhum, porque Tu estás comigo.” E, como o confortante Sol da manhã, essa compreensão nos desperta. Em meio à dor, a despeito de montanhas de contas a pagar, preocupações quanto ao futuro, não tememos, porque confiamos nAquele companheiro que caminha ao nosso lado.

Não poderíamos desejar um companheiro mais experiente ao longo desse vale. Ele andou pelas ruas da Galileia com Jairo, cuja filha estava terminalmente enferma. Quando o desesperado pai foi até Ele, Jesus proferiu uma palavra e a menina reviveu, imediatamente. Ele tocou olhos cegos, e foram curados. Ele Se encontrou com os dez leprosos, e curou a todos. Em Betânia, Lázaro estivera morto por quatro dias, antes que Jesus chegasse, e Ele o despertou para a vida novamente. Diante dessas evidências, por que preocupar-nos? Por que deveria eu temer minha batalha pessoal ao longo desse vale escuro?

Você, minha amiga, pode estar ainda no vale da sombra da morte. Embora as montanhas se elevem ao seu redor, permita que o mundo a veja sorrir. Você não está fazendo essa caminhada sozinha. Você tem companhia. Seu Pastor está aí, ao seu lado.

Escrito por Annette Walwyn Michael
Meditação da Mulher




1 comentários:



Celina disse...

É uma verdade,Vânia, o vale nos ronda aqui nesta terra e sempre ouvimos de alguém que passa por ele.
Também ouvimos de muitos que nele entraram, mas saíram do vale de uma forma feliz.
De qualquer forma conforta-nos saber que Deus está conosco nesse Vale.
Boa semana. Deseja a
Celina

Blogger Templates