O que Vejo do meu Escritório

Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o Céu e a Terra. Salmo 121:1, 2

Todos os dias úteis, quando entro no meu escritório e abro as cortinas, fico admirada diante de uma vista espetacular, que parece dizer: “Bem-vinda a um dia novinho em folha!” Essa poderosa exibição das obras de Deus é majestosa e inspira reverência. As pessoas que visitam meu escritório observam que tenho a melhor vista do campus.

O Sol refulgente, com seu halo dourado, banha a terra com cálidos raios. O céu azul está coberto de nuvens que parecem ondas do mar. À distância, veem-se majestosos e ondulados picos de montanhas, contornando o horizonte. Árvores perenes apresentam-se com imponência. Outras árvores, cobertas com espessa folhagem verde, formam uma barreira protetora contra o mundo exterior. Perto da biblioteca, três bandeiras ondulam suavemente na brisa, um lembrete vivo de meu compromisso com meu Deus, minha igreja e meu país.

Deste vantajoso ponto de observação, noto estudantes seguindo seu caminho para a biblioteca, para as salas de aula, o refeitório e outros locais de interesse. À minha direita está a igreja – lugar de adoração e louvor, lugar quieto onde santos e pecadores vêm para encontrar consolo e renovação para sua alma turbada, lugar onde se formam amizades duradouras que, às vezes, culminam em santo matrimônio. Aninhados entre a igreja e a biblioteca, estão os residenciais que abrigam nossos futuros líderes, preciosas posses de Deus.

É essa a vista do meu escritório.

Mais importante, porém: o que a vista da minha vida diz aos meus colegas, aos alunos e a outras pessoas com quem tenho interagido diariamente?

Veem eles que sou uma pessoa íntegra, uma cristã amorosa e atenciosa?

Se fossem gravadas as minhas conversas do dia, eu ficaria envergonhada ou embaraçada ao ouvi-las?

Minhas palavras retratariam os frutos do Espírito, ou seriam palavras de tagarelice e crítica?

Minha atitude ajudaria ou atrapalharia alguém no seu crescimento cristão?

Minha vida apontaria para Jesus ou chegaria a desapontar essas pessoas?

Que solene responsabilidade repousa sobre meus ombros!

Como cristãos, nossa vida é observada constantemente. Senhor, oro para que a minha revele que eu Te amo, e que és o centro da minha alegria.


Meditação da Mulher - Shirley C. Iheanacho

4 comentários:



Celina disse...

Este versículo inicial na sua postagem é um de meus prediletos. Quando precisei voltar para o DF, deixando minha mãe na UTI desacordada, recitei junto a ela uma parte desse versículo e depois orei. Deus respondeu sim e ela está ainda adorando Seu nome dois anos depois desse acontecimento, agora já aos 96 anos.
Obrigada por compartilhar conosco.
Tenha uma ótima semana.

Celina

Cassi disse...

Essa é a reflexão que temos de fazer a cada manhã e noite para buscarmos ser cada dia mais semelhantes à Jesus, que é nosso único exemplo. Amei!
Beijos!

Cida Kuntze disse...

Oi querida Vania!
Realmente, nossa vida é observada constantemente, que as pessoas possam ver Jesus quando olharem para nós, para a nossa maneira de viver.
Uma semana de muitas bençãos minha amiga querida.

HD disse...

Olá querida Vania!!!
Graça e Paz!!!
Fiquei muito feliz com seu comentário e visita em nosso blog.

Sobre o texto postado.
É maravilhoso ver o socorro do Senhor nas situaçoes difíceis de nossas vidas, Ele cuida de nós e não nos desampara.

Tenha uma semana cheia de bênçãos e presença do Senhor.

beijos
Suely

Blogger Templates