Perfume que Perdura

Quando derramou este perfume sobre o Meu corpo, ela o fez a fim de Me preparar para o sepultamento. Mateus 26:12, NVI.

Gosto realmente de perfume – acho que todas as mulheres deviam sempre usar perfume. E por que não os homens, também? Se você não possui um perfume francês, use uma fragrância que se espalhe quando você passa por alguém. Minhas noras, Alesandra e Belinda, gostam de me dar perfume. Elas sempre encontram algo que seja do meu gosto.

Um dia, eu visitava uma delas e, depois de realizar algumas tarefas, fui ver vitrines num grande shopping. Enquanto eu saía, Belinda abriu sua bolsa e tirou generosamente algum dinheiro, colocando-o em minhas mãos. Sorriu e disse: “Leve esse dinheiro e compre um perfume para a senhora.”

Tenho certeza de que meu rosto estava radiante quando saí da loja com meu perfume favorito nas mãos. “Obrigada, Belinda; muito, muito obrigada”, disse eu, com sinceridade em cada palavra.

Há perfumes caros e muito bons, que permanecem impregnados na roupa e/ou no corpo durante longo tempo. Foi isso que aconteceu durante a festa realizada na casa do ex-leproso Simão. Pouco tempo depois, Jesus seria crucificado. Mas ali estava Maria – a desprivilegiada, a rejeitada, a maltratada – derramando um perfume que perduraria por horas na cabeça e nos pés do Mestre. Era um perfume muito especial, preparado na mais sofisticada perfumaria de Jerusalém. Era o melhor que Maria tinha para oferecer-Lhe.

O corpo inteiro foi coberto com a fragrância, e tenho certeza de que mais tarde, após ter Ele sido açoitado, ao ser levado para a crucifixão, a fragrância daquele perfume que Lhe fora dado por Maria emanou do Seu corpo com o sangue que corria.

Em Seu cabelo saturado de sangue havia perfume. Ao pé da cruz, enquanto Suas vestes estavam sendo divididas, o aroma do perfume ainda permanecia nas roupas.

Quando somos ofendidas, criticadas e nos tornamos vítimas de discriminação, emana de nós aquele perfume que permanece – o perfume do perdão, da bondade, da paciência e do autocontrole?

Aquele que foi ofendido, açoitado e crucificado exalou perfume, e, quando saiu da tumba, deixou ali Suas vestes, dobradas e perfumadas com a essência do amor por nós – uma fragrância que perdura até hoje.

Escrito por Zuila Vila Nova Rodrigues

3 comentários:



Celina disse...

Ela ofertou perfume e nós, teremos alguma fragrância em nossa vida para ofertar ao Mestre?
Tenha uma ótima semana, Vânia.

Celina

Gil Louzada disse...

Olá Vania!

Maria Madalena foi um exemplo de mulher, de desprendimento dos bens materiais, ela humilde como era deve ter gasto todas as suas economias para presentear o Mestre, inesquecível gesto de amor!
Bjs querida irmã e que vc tenha uma semana abençoada!

Cida Kuntze disse...

Que linda meditação!
Que possamos exalar sempre o perfume de Cristo.

Vania, estou sempre lembrando de vocês. Sabes que já moras no meu coração.
Espero que tudo esteja correndo bem por aí.

Grande beijo, fiquem na paz!

Blogger Templates